A*Men

Thierry Mugler, 2016.




LOVERS A-Men

A*Men é um Madeira Oriental com um acorde revolucionário, na altura, que foi o “Café Absoluto” que lhe confere um carácter bastante viril e masculino, contrariando a suavidade e delicadeza da Baunilha. Fragrâncias orientais emadeiradas eram, na década de 90, uma raridade; a primeira combinação entre dois aromas muito distintos, elementos orientais e madeiras, resultou no 1853 Lady da Acqua di Génova, na segunda metade do século XIX, e os únicos sucessos desta família olfactiva tinham sido o Obsession para homem da Calvin Klein, o Santos da Cartier e o Dune e Dolce Vita da Dior sendo que desde, sensivelmente, a partir de 2010 se tornou uma família muito popular, principalmente em fragrâncias masculinas.

Críticas

  • José Cândido
    José Cândido
    | Bom |
    26 de Setembro de 2016

    Um perfume que, desde a sua génese, evoca a masculinidade pura, um pouco com se vê no "Terre" da Hermés. Uma fragrância onde predominam os acentos orientais (Fava Tonka, Baunilha, Jasmim, Patchoulli...) que são "engrossados" com os acordes de madeiras. É um bom perfume mas muito denso para o meu gosto...

Fragrâncias da mesma Família Olfactiva